Jovem é indiciado por compartilhar pornografia infantil em formosa

Um jovem de 19 anos foi indiciado após trocar fotos com conteúdo pornográfico infantil com um menino de apenas 12 anos de idade.

As investigações conduzidas pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Formosa apontaram que a vítima mantinha conversas com conteúdo sexual com o autor, pelo WhatsApp e pelo Facebook.

Nas conversas, o adulto pedia e trocava fotos de nudez com o adolescente. Mais do que isso, marcava encontros com o adolescente, em oportunidades em que o menor estivesse sozinho em casa, para que fossem praticados atos libidinosos.

A mãe do adolescente, que estranhou o fato dele, de uma hora pra outra, ter começado a bloquear o celular com senha, descobriu as mensagens e denunciou o autor à Polícia.

O adolescente foi encaminhado para avaliação psicológica no Centro de Referência Especializada de Assistência Social – CREAS, cujo relatório apontou que a vítima está com queda no rendimento escolar, sentimentos de culpa e tendência ao isolamento.

A Polícia Técnico-Científica realizou a perícia no celular da vítima, comprovando a denúncia do aliciamento do menor, a troca de mensagens e de fotos pornográficas infantis.

O autor responderá pelo crime de armazenamento e distribuição de material pornográfico infantil, uma vez que não é permitido trocar ou armazenar imagens eróticas ou pornográficas de menores de 18 anos. O crime, previsto no Estatuto da Criança e Adolescente, prevê condenações de até quatro anos de prisão, além de multa.

Participaram das investigações as Policiais Civis Cristina Balbino, Emival Ribeiro, Fernanda Lima e Washington Pereira.

Ocorrências Políciais is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache